E agora, às ruas

E agora, às ruas.

Aécio Neves disse a O Globo:

“As ruas vão se mobilizar naturalmente a partir de agora. O estopim foi aceso. Nós apoiamos o impeachment, que não é golpe, está previsto na Constituição e a peça que encaminhamos através dos juristas tem elementos muito consistentes para que a presidente Dilma seja processada. O que temos que decidir agora, de olho na sociedade, com muita serenidade e com amplo direito de defesa do governo, é se daremos um salvo conduto para que a presidente Dilma cometa crimes fiscais e eleitorais, ou se daremos ao País uma nova oportunidade de recuperar a credibilidade e governabilidade”.

Não, as ruas não vão se mobilizar naturalmente.

A oposição tem de participar dessa mobilização, que não pode depender apenas dos movimentos de rua.

Temos de fazer uma passeata gigantesca. Um expurgo nacional.

Faça o primeiro comentário