ACESSE

"É algo que produz sequelas gravíssimas nas contas públicas"

Telegram

O senador e governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), repudiou o reajuste do salário dos ministros do STF.

A medida, como destacou a Folha, vai pressionar ainda mais as contas estaduais.

Caiado disse ao jornal:

“É algo que produz consequências, sequelas gravíssimas nas contas públicas. Como vou dizer a um policial, médico ou funcionário público que o estado não tem condições de melhorar o seu salário e, no entanto, tem aquelas categorias que tem prerrogativa e estabilidade constitucional e de repente têm aumento de 16%?”

A bomba-relógio que vai estourar no colo de Jair Bolsonaro. E no seu

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 37 comentários