Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"É só apresentar a carteirinha do sindicato"

Em janeiro de 2010, quando o filme “Lula, o filho do Brasil” estreou em São Paulo, a produtora e o diretor, Paula Barreto e Fábio Barreto, respectivamente, subiram ao palco para deixar claro que o longa não havia recebido incentivo e recursos públicos.

E agradeceram aos patrocinadores, “todos de empresas privadas”, relata trecho de reportagem de Andréia Sadi, à época no portal R7.

“Mais de 12 milhões de pessoas puderam comprar até o final de dezembro dois ingressos antecipados a R$ 5. A promoção foi uma parceria da Força Sindical e da CUT (Central Única dos Trabalhadores) com os responsáveis pelo filme. Um ingresso para assistir qualquer filme nas principais redes de cinema de São Paulo custa cerca de R$ 18.

A partir de 15 de janeiro, os sindicalizados ainda vão ter desconto, mas poderão comprar apenas um ingresso e pela metade do preço – é só apresentar a carteirinha do sindicato e documento com foto em qualquer cinema que participe da promoção.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO