ACESSE

'É cada vez mais difícil combater a corrupção' no Brasil, diz Deltan

Telegram

No balanço dos seis anos da Lava Jato, nesta terça (10), Deltan Dallagnol afirmou que o combate à corrupção no Brasil tornou-se mais complicado desde a deflagração da primeira fase da operação, registra a Crusoé.

“É cada vez mais difícil combater a corrupção. A Lava Jato se adaptou diante de dificuldades, mas não é como era antes”, admitiu o coordenador da força-tarefa no Paraná.

O procurador listou entre as dificuldades a sanção da Lei de Abuso de Autoridade e a decisão do STF que determinou o julgamento pela Justiça Eleitoral de casos de corrupção relacionados a campanhas ou eleições.

“Antes, éramos um carro acelerado com ampla possibilidade de movimentação. Hoje, somos um trem carregando uma série de vagões numa ladeira cada vez mais inclinada”, comparou Deltan.

Já o superintendente da PF no Paraná, Luciano Flores, disse que as investigações estão “longe de acabar”: “Estamos diante da maior investigação de combate à corrupção da humanidade”.

Leia também: "A estupidez polarizada que assola o Brasil".

Comentários

  • Maria -

    O Paraguai aprendeu a lição,pelo menos o Ronaldinho falsificador,no Paraguai ele não levou a corrupção,cortou pelo menos uma raiz.

  • LIGIA -

    Parabéns ao STF. Com algumas exceções, os ministros da Corte devem estar satisfeitos.

  • Edenilson -

    Sim. Bolso traiu a LV. Bolso ja era. Fora Stf e sua banda podre. Os parasitas do congresso e as bancadas de adv milionárias. Q venha 2022. #moropresidente

Ler 53 comentários