A-é-cio

Até agora, o nome de Aécio Neves não foi citado no julgamento em curso no STF de ação sobre medidas cautelares a parlamentares.

Luís Roberto Barroso resume o inquérito envolvendo o tucano que resultou em decisão — da Primeira Turma — para afastá-lo do mandato. Chama-o de “um senador”.

11 comentários

  1. Essa pataquada a gente já sabe como termina: a favor dos bandidos e com votos mais ou menos equilibrados para dar ares de legitimidade ao circo. Na verdade, eles já afastam de antemão para gerarem a polêmica, discutirem e depois livrarem o bandido. LIVRANDO AÉCIO, LIVRAM TODOS! É sempre o mesmo modus operando – foi assim no caso Renan, quando Marco Aurélio o afastou e depois o plenário decidiu que ele continuava na Presidência do Senado. Queria estar errada, mas não dou um víntem por esse STF.

  2. “Prender miúdos e liberar graúdos tem sido a norma da justiça brasileira. É isso que queremos evitar. “ Luis Roberto Barroso, 11 de outubro de 2017! Histórico!

  3. BARROSO O “SONSO”
    Impõe o Mamae posso ir ao Senador e quer dizer que é apenas uma restrição de Direito !
    Bolivariano SONSO !
    E ainda é demagogo !
    prender miudos e dar licença a graudos !
    O paladino da Justiça aos pequininos !
    Vá dormir Bolivariano Demagogo e corrupto !

  4. Só a mente diminuta dos Anestesistas acha que o STF vai votar para livrar o Aécio. ELES VÃO VOTAR PARA ANULAR A ESTROVENGA QUE BARROSO & CIA FIZERAM!

  5. Que DIFERENÇA NO VOTO de Barroso/Fachin e dos outros, meu Deus! Quanta calma, tranquilidade e competência de quem está certo.

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.