É muito

O Estadão noticia que a Mendes Jr., única empreiteira considerada inidônea pela CGU, tocava 44 obras em 2014 e hoje tem 9.

O Brasil é o país da impunidade.

Faça o primeiro comentário