E no Emir Sader, quantas chibatadas?

O sociólogo Emir Sader é segundo suplente do senador Lindbergh Farias, incluído na lista de Rodrigo Janot porque recebeu 2 milhões de reais sujos da empreiteira Andrade Gutierrez, por meio do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Emir Sader era frequentador da sede da Petrobras na Avenida Chile, no Rio de Janeiro, embora a estatal não ministre cursos de sociologia.

No seu twitter, contudo, Emir Sader resolveu atacar o presidente do Senado, Renan Calheiros. Ele também parte para cima do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a quem acusa de ter levado propina do Brasdesco.

Ele escreveu sobre Renan Calheiros: “Foi só pisarem no pé do Renan para ele começar a criticar os procedimentos judiciais como não democráticos.”

Ele gritou sobre Eduardo Cunha: “CUNHA CANALHA: DÁ ANISTIA A 2 BILHÕES (sic) A PLANOS DE SAÚDE. SAFADO!! LEVOU DO BRADESCO!!

Emir Sader é primário. Primário na sociologia, Primário na gramática. Primário no oportunismo. Ele realmente acha que a Operação Lava Jato vai concentrar-se apenas no PMDB e deixar o PT de lado. Ele realmente acha que pode enganar o público empurrando toda a corrupção do atual governo para o colo do principal partido aliado de Lula e Dilma Rousseff.

Quantas chibatadas o seu segundo suplente merece, Lindbergh Farias?

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200