É pedra, é tiro, é o fim da picada

O COI nega que esteja abafando o episódio do ônibus com jornalistas que foi atacado…

Uma repórter americana que estava no ônibus está irritada com as respostas evasivas. Disse que o ataque poderia ter acontecido em qualquer lugar do mundo e que se foi pedrada, não tiro, está pronta a pedir desculpas – mas enfatizou que o caso precisa ser esclarecido.

É pedra, é tiro, é o fim da picada de qualquer jeito.

Faça o primeiro comentário