Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

´É preciso estudar mais', diz Queiroga, sobre 'nova cloroquina' de Bolsonaro

O ministro da Saúde comentou os testes sobre a proxalutamida, substância defendida ontem pelo presidente em entrevista
´É preciso estudar mais, diz Queiroga, sobre nova cloroquina de Bolsonaro
Foto: Walterson Rosa/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu nesta segunda-feira (19) que a proxalutamida deve ser estudada com mais profundidade, antes que se possa considerá-la como um tratamento contra a Covid.

Mais cedo, a Anvisa autorizou a realização de pesquisas sobre o medicamento. Ontem, quando teve alta hospitalar, Jair Bolsonaro defendeu o uso da substância e disse que pediria que o ministro realizasse testes. Ela foi apelidada de “nova cloroquina” do presidente.

Ao chegar à sede do ministério hoje, Queiroga disse que ainda não há dados suficientes sobre a eficácia da proxalutamida.

“Não só a proxalutamida, mas outros medicamentos que foram reposicionados. A proxalutamida está no início dessas pesquisas, é preciso estudar mais para verificar, primeiro, sua segurança, e, depois, sua eficácia, para, a partir daí, ser considerada para o tratamento.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO