ACESSE

Líder do Podemos contra projeto das fake news: "Linha muito tênue entre punir e censurar"

Telegram

O líder do Podemos na Câmara, Léo Moraes, ainda não ouviu a bancada sobre o assunto, mas antecipou sua opinião a O Antagonista.

“Sou contrário a esse projeto: é uma linha muito tênue entre punir com rigor os propagadores de fake news e censurar.”

Para o deputado, “se colocar tudo na balança”, o texto aprovado no Senado é ruim.

“Em defesa da democracia, temos que permitir a liberdade. É lógico que tem que ter um mecanismo para identificar os multiplicadores de notícias falsas, mas não desse jeito.”

Para Moraes, a prioridade da Câmara neste momento, ainda mais em meio à pandemia da Covid-19, deveria ser votar a PEC da prisão de condenados em segunda instância.

“E não votar isso aí [o projeto das fake news], no calor do momento. Está claro que se trata de um debate açodado e casuístico.”

Ele disse também:

“Decisão no calor do momento de um fato não é justiça, é vingança.”

Leia também que “o Senado quer impor uma lei da mordaça”.

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato

Comentários

  • Fátima -

    Qualquer ser pensante, bem intencionado, diga-se, sabe que não se combate fake news amordaçando a sociedade como pretende Alcolumbre e seus 44 senadores que envergonham o país.

  • Wanderlei -

    Esse projeto é mais uma agressão à sociedade. O senado é uma estrutura caríssima que reúne uma cambada de imprestáveis.

  • REALISTA -

    O Deputado tem razão porém esse projeto esta sendo o resultado da morosidade do MP/PF/Judiciario em investigar e punir os propagadores de fakenews. Até hj nada aconteceu com quem propaga noticias f

Ler 5 comentários