"É uso escancarado da máquina pública em benefício próprio", diz Poit sobre reuniões de Flávio na Receita

“É uso escancarado da máquina pública em benefício próprio”, diz Poit sobre reuniões de Flávio na Receita
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O líder do Novo na Câmara, Vinícius Poit, considera um absurdo completo que o secretário especial da Receita, José Tostes Neto, tenha feito três reuniões com a defesa de Flávio Bolsonaro para tratar de interesse particular do senador.

“No final do ano passado, eu procurei a Receita como relator do Marco Legal das Startups para falar sobre diminuição de impostos, geração de emprego e renda, e atracão de investimentos. Não fui recebido nem na porta. Ver agora a resposta da Receita a esse requerimento, confirmando que o próprio secretário recebeu três vezes as advogadas e o próprio Flávio para tratar supostamente da defesa dele, é a confirmação de que esse governo não está preocupado com o povo, mas com sua própria sobrevivência.”

Segundo ele, trata-se de “uso escancarado da máquina em benefício próprio”.

 

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO