Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Economia diz ter sofrido 'pressões' para elevar fundão eleitoral

Valor proposto pelo governo Bolsonaro para 2022, de R$ 2,1 bilhões, é bem maior que o apresentado pelo Planalto no Orçamento de 2020, R$ 765 milhões
Economia diz ter sofrido pressões para elevar fundão eleitoral
Foto: Imprensa Nacional, Divulgação

O Ministério da Economia admitiu nesta terça-feira, 31, que elevou o valor do fundão eleitoral para 2022 na comparação com a proposta entregue no projeto de Lei Orçamentária Anual de 2020.

O valor proposto pelo governo Bolsonaro para o ano que vem, de R$ 2,1 bilhões, destoa dos R$ 765 milhões apresentados pelo Planalto na elaboração do Orçamento de 2020 —posteriormente, o Congresso elevou o valor para R$ 2 bilhões durante a votação do projeto.

Segundo Ariosto Culau, secretário do Orçamento Federal do Ministério da Economia (na foto), houve “pressões diversas” pelo aumento do do fundão.

LEIA AQUI a reportagem de André Spigariol na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....