Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Economista diz que tese de Rogério Marinho poderá nos levar "à repetição da era PT"

O especialista acrescentou que "é fácil perceber males da corrupção, mas os danos dos investimentos ruins podem ser ainda maiores"
Economista diz que tese de Rogério Marinho poderá nos levar “à repetição da era PT”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Como noticiamos há pouco, a CPI do Bolsolão no Senado “flopou”, ou seja, não teve, pelo menos até aqui, o apoio necessário para ser protocolada.

Os poderosos em Brasília fazem cara de paisagem e apostam que o escândalo envolvendo a farra das chamadas verbas extras, que este site noticia desde o início de 2020, caia no esquecimento. Leia também “Bolsolão faz presidente perder discurso que o elegeu” e “Bolsolão: e daí?”.

O economista Roberto Ellery Júnior, em conversa com O Antagonista, criticou Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, a pasta que é pivô do Bolsolão.

“Rogério Marinho insiste na tese da necessidade de retomar o investimento público para o país voltar a crescer. Mas retomar investimento público sem antes fazer uma profunda revisão nas leis de licitação e contratação do setor público e sem reduzir drasticamente o controle de políticos sobre as estatais, nos levará à repetição da era PT: corrupção e investimentos ruins.”

Ellery Júnior acrescentou:

“É fácil perceber os males da corrupção, mas os danos dos investimentos ruins (a chamada má alocação de capital) podem ser ainda maiores no médio e no longo prazo.”

Crusoé da última sexta-feira rastreou o dinheiro do Bolsolão, usado por Jair Bolsonaro para comprar apoio no Congresso Nacional. A reportagem escancarou os métodos do bolsonarismo, detalhando os repasses a seus intermediários e agentes.

Ellery Júnior, que disse que o Bolsolão conseguiu a façanha de misturar “pedaladas, mensalão e petrolão”, afirmou também a este site:

“É triste e revoltante ver que um governo que começou com o diagnóstico correto — de que a má alocação de capital está na raiz da crise que ficou evidente em 2014 e 2015 e ainda nos afeta — esteja envolvido nesse esquema [do Bolsolão].”

Leia mais: A Crusoé foi verificar in loco a farsa perpetrada pela ditadura venezuelana elogiada pelo PT na época de Lula, e encontrou um cenário desolador.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO