Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eduardo Bolsonaro agora quer 'CPI das urnas eletrônicas'

Nas redes sociais, deputado federal repete mentiras do pai e alega que 'o próprio TSE admite que o sistema foi invadido pelo menos em 2018'
Eduardo Bolsonaro agora quer CPI das urnas eletrônicas
Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

Depois de Jair Bolsonaro dizer, em entrevista à Jovem Pan nesta quarta-feira (4), que o TSE “admitiu” invasão às urnas eletrônicas em 2018 —o que nunca aconteceu—, Eduardo Bolsonaro foi às redes sociais defender a instalação de uma CPI sobre o assunto.

“Estou preparando a peça para abrir a CPI das urnas eletrônicas com base nas graves denúncias embasadas no relatório da POLÍCIA FEDERAL em que através de documentos o próprio TSE admite que o sistema foi invadido pelo menos em 2018”, escreveu o deputado e filho 03 de Bolsonaro, acrescentando a hashtag “urnas foram invadidas”.

Como já publicamos, nem a corte eleitoral disse que as urnas foram invadidas (pediu, isso sim, investigação sobre suposto ataque de hackers a seus sistemas internos) nem o inquérito da PF chegou a essa conclusão.

O bolsonarismo continua investindo forte na mentira como método —e nas manobras diversionistas para desviar a atenção da CPI da Covid.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO