Eduardo Bolsonaro: "Não vou ficar de braços cruzados com um líder obstruindo pautas do governo"

Telegram

Em live transmitida agora à noite no Facebook, Eduardo Bolsonaro comentou a cronologia da crise do PSL nesta semana.

Segundo o deputado, o motivo pelo qual o grupo de bolsonaristas tentou destituir Delegado Waldir da liderança do PSL na Câmara se deu em razão da orientação do líder de obstruir a medida provisória 886, que reestrutura a Casa Civil e a Secretaria de Governo.

“Se ele [Delegado Waldir] tivesse obtido sucesso, a MP iria caducar. Isso é bizarro. É uma das coisas que não pode acontecer de jeito nenhum.”

Gilmar Mendes, o dono do Supremo. LEIA AQUI

Eduardo disse também que nunca quis a liderança do partido, mas que seu nome era o único que conseguiria maioria para bater de frente com Waldir.

“Um outro nome se apresentou para ser líder. Dois deputados não concordaram com esse nome. E ali todos concordaram com meu nome. Jair Bolsonaro não queria que eu fosse líder. Eu mesmo não queria. Mas não vou ficar de braços cruzados com um líder obstruindo pautas do governo.”

Comentários

  • Karmen -

    seria um favor imenso que ficasse de braços cruzados mesmo..pois só atrapalha...eta familia de confsão...onde fomos nos meter...em 2022 moro...por favor

  • Carlos -

    Isso nào é motivo suficiente? O "delegado"está sabotando o governo e a Joice apoiou!

  • Massaaki -

    Não passaram 10 meses, 10!...

Ler 86 comentários