Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

No Papo Antagonista, Eduardo Cunha criticou Moro, defendeu Bolsonaro e disse que Bolsolão "sempre existiu"

Assista à integra da entrevista do ex-presidente da Câmara, que ganhou a liberdade na semana passada após quatro anos preso
No Papo Antagonista, Eduardo Cunha criticou Moro, defendeu Bolsonaro e disse que Bolsolão “sempre existiu”
Eduardo Cunha

Em entrevista ao Papo Antagonista nesta segunda-feira (17), o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha voltou a atacar o ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro. O emedebista disse que Moro não poderia ter arquivado a denúncia por crime eleitoral para poder manter seu caso na Justiça Federal.

“Sergio Moro fraudou a competência para continuar com meu processo.”

Questionado sobre a mudança de entendimento do STF sobre a competência da 13ª Vara Federal, Cunha disse que trocas de jurisprudência constantes “fazem parte do jogo”.

Claudio Dantas indagou Cunha sobre o diálogo em que cobrava “cinco paus” de Léo Pinheiro. O emedebista alegou que falava de doações legais de campanha”. Disse também que está questionando a “autenticidade” de diálogos seus com o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro.

Ao mesmo tempo, o ex-deputado usa as mensagens dos hackers para questionar a atuação de Moro na Lava Jato.

O ex-deputado ainda comentou o posicionamento de parcela do MDB alinhada a Lula. Ele garantiu que outra parte do partido ficará com Jair Bolsonaro em 2022Cunha minimizou o escândalo do “orçamento secreto” do governo federal. Segundo ele, “emenda extra sempre existiu”.

Assista a íntegra:

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO