Eduardo Cunha e a abertura do Mar Vermelho

Além de exportar carne moída enlatada para a África, nos anos 80, e lá encontrar o Dr. Livingstone, em 1871, os antigos passaportes de Eduardo Cunha atestam que ele assistiu pessoalmente à abertura do Mar Vermelho, por Moisés, por volta de 1510 a.C. Foi quando, diante do milagre, ele se tornou evangélico.

Resolvemos ilustrar este post com a cena do filme de Cecil B. DeMille, de 1956, por ser superior artística e tecnologicamente à da novela da Record, de 2015:

Faça o primeiro comentário