Eduardo Fauzi foi investigado por integrar 'milícia de estacionamentos' no Rio

Alvo da Polícia Civil por causa do atentado à produtora do Porta dos Fundos, Eduardo Fauzi foi investigado anos atrás por suspeita de integrar uma milícia que controla estacionamentos irregulares no Centro do Rio.

Fauzi presidia uma tal de Associação de Guardadores Autônomos de Veículos São Miguel. Matéria do Globo de 2013 registrou que, após dois anos de investigações, o inquérito sobre o caso permanecia inconcluso.

Depoimentos colhidos pelo delegado Alcides Pereira indicavam a participação no esquema de um homem conhecido como “capitão PM Henri”. Ele e Fauzi foram acusados de ameaçar guardadores sindicalizados com tacos de beisebol.

Comentários

  • Lauro -

    Esse Fauzi é ligado ao PSOL, liguem os nomes Sininho (militante do PSOL) a Fauzi no Youtube que irão comprovar. Evidente armação da esquerda nesse atentado.

  • Edson -

    Essa guerra entre milicianos que controlam o humor anticristão e milicianos que controlam estacionamentos irregulares tem que acabar, o Rio na merece isso.

  • edison -

    eta Rio de janeiro, blindada pela TV Lobo.

Ler 34 comentários