Eduardo Girão: "Um Poder está protegendo o outro"

Eduardo Girão: “Um Poder está protegendo o outro”
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos), em relação às reportagens de Crusoé sobre Dias Toffoli, disse a O Antagonista que “um Poder está protegendo o outro”.

“Infelizmente, um Poder está protegendo o outro. E isso tem acontecido há muito tempo no Brasil, é uma mão lavando a outra.”

Girão aproveitou para cobrar a votação da PEC do fim do foro privilegiado, engavetada por Rodrigo Maia.

“Enquanto tiver esse maldito e nefasto foro privilegiado, vai acontecer esse tipo de conflito de interesses. Fica aí essa troca de favores: esse é o problema.”

Em agosto do ano passado, Girão assinou a terceira tentativa de instalar uma CPI da Lava Toga no Senado, engavetada por Davi Alcolumbre, que, em busca de um aval jurídico para a sua reeleição, refuta qualquer possibilidade de instalar a CPI.

“A CPI da Lava Toga e os pedidos de impeachment de ministros do STF só vão sair quando tiver uma renovação de verdade no Senado.”

A Crusoé revela com exclusividade que, nas planilhas secretas da OAS, os procuradores da Lava Jato encontraram o registro de um repasse contabilizado como “reforma casa Dias Toffoli”. Isso confirma o relato do dono da OAS, Léo Pinheiro, que foi engavetado pela PGR: leia aqui.

Crusoé também teve acesso a um depoimento no qual, por quase quatro horas, dois dos integrantes da equipe da Lava Jato, autorizados pelo ministro Edson Fachin, ouviram Marcelo Odebrecht sobre os arquivos relacionados a Dias Toffoli: leia aqui.

Leia mais: Por que um dos mais entusiastas bolsonaristas rompeu com Bolsonaro? Leia aqui
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários
TOPO