Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eduardo Paes: 'Não sou candidato a governador'

Prefeito do Rio diz que ficará no mandato até o fim e apoia a provável candidatura do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, nas eleições de 2022
Eduardo Paes: Não sou candidato a governador
Reprodução/Prefeitura do Rio de Janeiro/YouTube

Eleito para o terceiro mandato na prefeitura do Rio no ano passado, Eduardo Paes (PSD) garante que não pretende deixar o cargo em 2022 para concorrer ao governo, como é aventado. Ele diz que está satisfeito e tem muito trabalho pela frente. Não sou candidato a governador. Pense num homem feliz, pense em Eduardo Paes. Tenho o melhor cargo público do Brasil. Ser prefeito do Rio é um orgulho, uma honra. Recebi essa chance, essa honraria da população carioca pela terceira vez. Vou ficar lá até o fim”, disse Paes em entrevista a O Antagonista.

Eduardo Paes — que concorreu ao governo do Rio em 2018 e perdeu no segundo turno para Wilton Witzel que acabou cassado — apoia a eleição a possível candidatura do presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz. O advogado deve se filiar ao PSD, partido para o qual Paes migrou recentemente, apenas após a conclusão do mandato na Ordem, em janeiro. O Rio passa por uma crise. Foi o epicentro das crises brasileiras, econômica e ética. A política fluminense perdeu muitos de seus quadros. O Felipe é um quadro político. Afinal de contas, a OAB é uma instituição que tem um papel político importante. Tem noção da política”, aposta Paes.

O prefeito do Rio acredita que a política deve ser conduzida por políticos. Eu tenho posição contrária a essa coisa de ‘vamos colocar um CEO para ser o presidente do Brasil’. CEO tem que cuidar de empresa. Político é que tem de governar. Todas as experiências de grandes gestores e gestoras (na política) terminam em desastre”. 

Ouça AQUI o podcast exclusivo de O Antagonista+

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO