ACESSE

Eduardo: "Se for para ser ouvido, o deputado é que marca hora e local"

Telegram

Eduardo Bolsonaro, no Twitter, se solidarizou com as deputadas bolsonaristas Carla Zambelli e Bia Kicis — que estão entre os parlamentares que foram alvos da operação de hoje da PF no âmbito do inquérito das fake news no STF.

“Prezadas Carla Zambelli e Bia Kicis, vale lembrar que deputado só pode ser preso mediante flagrante delito de crime inafiançável. Se for para ser ouvido, o deputado é que marca hora e local. Quem não respeitar isso comete, no mínimo, abuso de autoridade”, postou o 03.

E ainda:

“O mandado ordena a PF a apreender computadores, celulares tablets e ‘quaisquer outros materiais relacionados aos fatos aqui descritos’. Porém, não há descrição destes fatos no mandado e, até onde se sabe, nem no inquérito de quais fatos específicos e concretos são esses.”

Leia também: JORNALISMO DE VERDADE NÃO É PARA AGRADAR AOS PODEROSOS

Comentários

  • Natan -

    Dudu bananinha sofre de diarreia mental depois de aspirar tanta fumaça dos hambúrgueres que ele frito. cade aquela conversinha punitiva de que cometeu crime paga ?

  • Sergio -

    Dudu Bananinha, Teu lugar é na cozinha.

  • Fernando -

    Nesta hora o nobre embaixapeiro vira legalista, pede a aplicação da lei!! Ele é aquele que queria fechar o Congresso e o STF, que queria o AI-5? Mas quando lhe interessa a lei é boa, né?...

Ler 48 comentários