Eike Batista e o sócio de José Dirceu

Se Lula comemora quando jornalistas são demitidos, jornalistas podem se vingar fazendo jornalismo.

Um exemplo é a reportagem da Veja sobre as negociatas de Eike Batista com a Petrobras.

Em 2012, a OSX de Eike Batista, em sociedade com a Mendes Júnior, que está para ser condenada pela Lava Jato, ganhou um contrato para construir duas plataformas de petróleo por 1,8 bilhão de reais.

Meses depois, Eike Batista repassou 6 milhões de reais para a empresa de consultoria de Júlio Oliveira Silva, sócio de José Dirceu na JD Consultoria e empregador de Erenice Guerra.

Júlio Oliveira Silva embolsou o dinheiro, “mas não prestou serviço algum – fato confirmado a Veja por dois ex-executivos do consórcio”.