Eike estava com saudades

A viagem de Eike Batista para Curitiba, em maio, para entregar Guido Mantega à Lava Jato, marcou o reencontro do empresário quebrado com os voos de jatinho.

Segundo Lauro Jardim, Eike evitou fazer a viagem em voo comercial, que ele conheceu há pouco mais de um ano, para não levantar suspeitas do tipo: “O que ele faz em Curitiba?”.

Faça o primeiro comentário