Eike nega ter pago propina a Cabral

Eike Batista negou as acusações feitas pelo MPF –entre elas, a de ter pago US$ 16,5 milhões em propina a Sérgio Cabral– e disse que a Lava Jato no Rio fez uma interpretação “criativa” dos fatos.

A defesa do empresário apresentou nesta semana as suas alegações finais na ação penal que corre na Justiça Federal, informa a Folha.

Eike foi preso em janeiro de 2017 e denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro. Em abril, ganhou habeas corpus de Gilmar Mendes e passou a cumprir prisão domiciliar; em outubro, a pena passou a ser de recolhimento noturno.

Comentários

  • Reginaldo -

    Pra quem acha que irmãos Joesly e Wesley Batista são criminosos NIJENTOS, e são mesmo, leiam a história de Eike Batista e Sergio Cabral, mas desapropriações feitas por eles no o terror do Rio de Janeiro, com utilização de JAGUNÇOS do Eike, forca Policial do Estado, que desejaram famílias até durante o velório de um dos moradores... fora ameaças e tiros disparados contra as casas dos que denunciavam e resistiam... Tudo isso teve as BÊNÇÃOS dos membros do Judiciário Carioca... Os irmãos Batista vão parecer ANJOS comparados a esse BANDIDAÇO amiguinho do Sinstro Gilmar Mendes.... BraSil com Z mesmo

  • ZIROCA -

    TEM QUE MANDAR ESSE PILANTRA DE VOLTA PRA CADEIA. O QUE ESTAO ESPERANDO? E MAIS, TOMAR TODA A GRANA QUE ELE ROUBOU DO BNDES.

  • observador -

    Quem poderia acreditar no papinho desse cara voltando dos EUA e dando entrevista ao Fantástico... que estava voltando para passar o país a limpo...espiar seus crimes Conversa fiada ... esse cara faz parte do país que nunca muda... enriqueceu assim e vai morrer assim...

Ler 17 comentários