Eike recorre a Eliezer

Eike Batista sempre procurou negar a figura paterna de Eliezer — só recorria ao pai quando algo dava errado nos negócios. Hoje, na CPI do BNDES, o empresário voltou a se escorar no sobrenome.

“Nunca nos metemos com política. Não faz parte da cultura da minha família, do meu pai”, disse.

Exemplo acabado de um empresário que nunca se meteu com política

Faça o primeiro comentário