“Ele é menos do que eu precisava”

Lula disse à PF que o dinheiro recebido pelo instituto, pelo menos 20 milhões de reais, é menos do que ele precisava. Mas, se Lula não sabe de nada, como pode afirmar isso?

Leiam mais esse trecho:

DeclaranteO Paulo é o presidente do instituto, o Paulo coordena o instituto, coordena as reuniões, o Paulo coordena as decisões do instituto, o papel de presidente.

Delegado da Polícia Federal:­ Também pede dinheiro para o instituto?

Declarante:­ Eu acho que pode pedir, não sei se pede, mas eu acho que pode pedir.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor não lembra, porque o fluxo financeiro do instituto é grande, então eventualmente pode…

Declarante:­ Ele é menos do que eu precisava.

Delegado da Polícia Federal:­ Não, sem entrar nesse mérito, mas eventualmente uma doação grande ela deve ser comemorada…

Declarante:­ Não havia comemoração.

Delegado da Polícia Federal:­ Não, não, não, no sentido de que uma empresa, num instituto que tenha uma determinada finalidade, eu acredito que uma doação grande inserida é chegada com bons olhos, ou seja, essa notícia é transmitida, eu falei isso para lhe perguntar, o senhor lembra do senhor Paulo Okamotto comemorando, dando uma boa notícia para a diretoria de que eventualmente tenha recebido uma quantia suficiente para um determinado projeto?

Declarante:­ Não.

Delegado da Polícia Federal:­ Não?

DeclaranteNão.

Delegado da Polícia Federal:­ Tem um valor mínimo de doação, tem alguma definição?

Declarante:­ Não.

Delegado da Polícia Federal:­ É dado recibo?

Declarante:­ É, porque tudo tem que ser legalizado, se a pessoa dá o dinheiro eu acho que a pessoa quer comprovação que doou.

Delegado da Polícia Federal:­ E é por transferência ou em reais?

Declarante:­ Não sei, não sei.

Delegado da Polícia Federal:­ Qual era o montante médio anual de recurso auferido?

Declarante:­ Ah, não sei, não pergunte para mim essas coisas financeiras porque eu não cuido disso.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Não teria nem ideia de quanto…

Declarante:­ Nem no instituto e nem em casa eu cuido disso, em casa tem uma mulher chamada dona Marisa que cuida e no instituto tem pessoas que cuidam.

Faça o primeiro comentário