ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Aracaju

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Aracaju
Foto: Agência Brasil

Em Aracaju, a corrida pela Prefeitura se encaminha para ser decidida em dois turnos. Houve um boom de candidaturas de delegados e delegadas na capital sergipana.

O atual prefeito, Edvaldo Nogueira, eleito pelo PC do B e hoje no PDT, tentará a reeleição e terá o apoio do governador, Belivaldo Chagas, do PSD, que emplacou a vice: Katarina Feitoza, ex-delegada-geral da Polícia Civil do estado.

Nogueira conta também com o apoio do MDB, do ex-governador Jackson Barreto; do PP, do deputado federal Laércio Oliveira; do Solidariedade, do deputado federal Gustinho Ribeiro; e de partidos como PSC, PV e Republicanos.

A delegada Danielle Garcia (Cidadania), a primeira a ser lançada, é uma aposta do senador Alessandro Vieira. O vice na chapa será o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB), filho do ex-senador Antônio Carlos Valadares.

Danielle fez alianças com o PSDB, do ex-senador Eduardo Amorim, e com o PL, do deputado federal Bosco Costa.

O DEM, da senadora Maria do Carmo, deve confirmar a candidatura da delegada Georlize Teles. Tem o apoio de João Tarantella, “bolsonarista raiz” do estado, que trocou o PSL pelo DEM neste ano.

O PT, do senador Rogério Carvalho, estará na disputa com o ex-deputado federal e ex-tesoureiro nacional do partido Márcio Macêdo. Por enquanto, apenas o Pros está na coligação.

Almeida Lima, que já foi prefeito da capital, deputado estadual, federal e senador, é o nome do PRTB, de Hamilton Mourão.

Ele disputará votos bolsonaristas com Lúcio Flávio, candidato do Avante, que tem se vendido como “o candidato da Damares”.

O PTB também estará na briga com o deputado estadual Rodrigo Valadares, que fez aliança com o PSL. Ele é filho de Pedrinho Valadares, ex-deputado federal que estava com Eduardo Campos no avião que caiu em 2014, matando todos os ocupantes.

Há, ainda, outros nomes na disputa como o do professor universitário Alexis Pedrão (PSOL), do delegado Paulo Márcio (Partido Democrata Cristão), além de Gilvaní Santos (PSTU).

Leia também:

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Recife

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Paulo

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Fortaleza

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de João Pessoa

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Luís

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura do Rio de Janeiro

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Maceió

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 2 comentários
TOPO