ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Florianópolis

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Florianópolis
Foto: José Cruz/Agência Brasil

A corrida eleitoral em Florianópolis neste ano tem nomes já conhecidos, racha na atual gestão e uma rara unidade dos partidos de esquerda.

O atual prefeito Gean Loureiro, eleito em 2016 pelo MDB e hoje no DEM, vai em busca da reeleição. Ele é ex-vereador, ex-deputado estadual e já passou por PSDB e PDT.

Loureiro tem o apoio do Republicanos, do deputado federal Hélio Costa, que emplacou na vaga de vice o empresário do ramo de tecnologia Topázio Silveira Neto; do PSD, de Julio Garcia, presidente da Assembleia Legislativa do estado (Alesc); além do Podemos e do PSC.

O atual vice-prefeito João Batista Nunes (PSDB) rompeu com a atual gestão e agora é candidato a vice na chapa da oposição, encabeçada pela deputada federal Ângela Amin (PP), mulher do senador Esperidião.

Além dos tucanos, ela tem na coligação o MDB, do senador Dário Berger, e o PSL, do governador Carlos Moisés, que está enfrentando um processo de impeachment na Alesc, comandada por um apoiador do atual prefeito.

Ângela está em seu terceiro mandato como deputada federal e já foi prefeita duas vezes da capital catarinense. Em 2016, perdeu para Loureiro no segundo turno por uma diferença de apenas 1.153 votos.

Pedro Silvestre, conhecido como Pedrão, é o candidato do PL, do senador Jorginho Mello. Ele está em seu segundo mandato na Câmara Municipal da capital, sendo que em 2016 foi o vereador mais bem votado da história. Conseguiu aliança com o Cidadania, da deputada federal Carmen Zanotto, que atualmente é relatora da comissão da Covid-19 na Câmara.

Helio Bairros, ex-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), foi lançado pelo Patriota, com o apoio do PTB e do Avante.

O professor universitário Elson Pereira (PSOL), que ficou em terceiro lugar na disputa pela Prefeitura em 2016, tentará novamente: ele conseguiu um amplo arco de alianças com partidos de esquerda, incluindo PT, PSB, PDT, PCdoB e Rede.

O médico e ex-vereador Ricardo Camargo está na disputa pelo Solidariedade, tendo coligado com PV e Pros.

O Novo aposta no advogado e escritor Orlando Silva. E o PRTB, partido de Hamilton Mourão, será representado pelo bolsonarista Alex Brasil.

Leia também:

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Recife

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Paulo

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Fortaleza

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de João Pessoa

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Luís

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura do Rio de Janeiro

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Maceió

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Aracaju

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Goiânia

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Macapá

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Boa Vista

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Manaus

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Porto Alegre

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Curitiba

Leia mais: O Centrão quer dominar sua cidade. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO