ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Manaus

A corrida pela Prefeitura de Manaus neste ano ressuscitou nomes políticos do estado.

Amazonino Mendes, de 80 anos, que já foi governador do Amazonas quatro vezes, prefeito da capital três vezes, além de senador por quase dois anos, é o candidato do Podemos.

Ele conseguiu, de última hora, o apoio do MDB, do senador Eduardo Braga, que espera poder contar com o apoio de Amazonino para chegar ao governo em 2022. O PSL, do deputado federal Delegado Pablo também está nesse barco.

Amazonino foi derrotado, em 2018, para o atual governador Wilson Lima (PSC), na disputa pelo governo. Como o governo de Lima vai de mal a pior, seus adversários se tornam competitivos.

O PL, do deputado federal Marcelo Ramos, lançou Alfredo Nascimento, que foi deputado federal, senador, prefeito da capital, vice-governador e ministro dos Transportes na era petista. Será o candidato do atual prefeito, Arthur Virgílio Neto (PSDB), que está concluindo seu segundo mandato. O senador tucano Plínio Valério decidiu não apoiar ninguém.

O Republicanos, do deputado federal e líder da bancada evangélica, Silas Câmara, também tem candidato: é o também deputado federal Capitão Alberto Neto, que coligou com PMN e PTB.

O PT também apostou em um deputado federal: José Ricardo, que tem o apoio da Rede, do PSOL e do PCB.

O PSD, do senador Omar Aziz, estará na disputa com o deputado estadual Ricardo Nicolau, com o apoio do Solidariedade, do deputado federal Bosco Saraiva; do PP, do deputado federal Atila Lins; do PSB, do deputado estadual Serafim Corrêa, ex-prefeito de Manaus; e do PDT, de Hissa Abrahão, ex-deputado federal e ex-vice-prefeito.

Nicolau é diretor do Grupo Samel, da área de saúde, e filho de ex-deputado federal. Presidiu a Assembleia Legislativa, quando deputado estadual.

Também briga pela Prefeitura de Manaus David Almeida, do Avante, que foi governador tampão quando da cassação de José Melo de Oliveira, em 2017, e ficou em terceiro lugar na disputa pelo governo em 2018. Ele também já presidiu a Assembleia Legislativa.

Conseguiu aliança com o DEM, do ex-deputado federal Pauderney Avelino, que indicou o atual vice-prefeito, Marcos Rotta, como vice na chapa. Também tem o apoio do Pros e do PV.

Coronel Menezes (Patriota), da reserva do Exército, comandou a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) até junho deste ano e se vende como “candidato bolsonarista”. Tentou, sem sucesso, tirar do papel a Aliança pelo Brasil no estado.

Também se diz bolsonarista Chico Preto (Democracia Cristã), advogado e vereador de Manaus.

Outros nomes na disputa são Gilberto Vasconcelos (PSTU); Marcelo Amil (PCdoB), candidato da ex-senadora Vanessa Grazziotin; e Romero Reis (Novo), que é engenheiro, empresário e major da reserva do Exército.

Leia também:

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Recife

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Paulo

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Fortaleza

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de João Pessoa

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Luís

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura do Rio de Janeiro

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Maceió

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Aracaju

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Goiânia

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Macapá

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Boa Vista

Leia mais: O Centrão quer dominar sua cidade. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO