ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Rio Branco

A corrida pela Prefeitura de Rio Branco tem prefeita em busca de reeleição, pastor e professor entre os candidatos e o PT tentando, sem muita força, retomar espaço.

A atual prefeita, Socorro Neri (PSB), quer continuar no comando da cidade, com o apoio de sete partidos: PDT (do deputado federal Jesus Sérgio), DEM (do deputado federal Alan Rick), Podemos, Pros, Solidariedade (da deputada federal Vanda Milani), PV e PTC.

Socorro é a primeira prefeita da capital acreana. Ela assumiu o cargo em 2018, com a renúncia do então prefeito, Marcus Alexandre (PT), que se candidatou ao governo estadual naquele ano, sendo derrotado no primeiro turno.

O governador, Gladson Cameli (PP) decidiu apoiar Socorro, em detrimento do candidato de seu ainda partido (embora esteja afastado), Tião Bocalom, que foi prefeito do município de Acrelândia por dois mandatos. O PSD indicou como vice na chapa de Bocalom a ex-deputada federal Marfisa Galvão, mulher do senador Sérgio Petecão. A senadora Mailza Gomes (PP) está nesse barco.

O MDB, do senador Márcio Bittar, lançou o deputado estadual Roberto Duarte, que já foi vereador de Rio Branco. A coligação inclui Republicanos (do deputado federal Manuel Marcos), PTB e PL. Duarte está mirando os votos bolsonaristas na capital.

O ex-reitor da Universidade Federal do Acre Minoru Kinpara está na disputa como candidato do PSDB (da deputada federal Mara Rocha), que se aliou ao Cidadania e ao PSL, do vice-governador do estado, Major Rocha. Em 2018, pela Rede, Minoru ficou em quinto lugar na corrida pelo Senado, mas recebeu quase 113 mil votos.

A família Viana tem como candidato o deputado estadual no segundo mandato Daniel Zen (PT), que já foi secretário de Cultura e de Educação. Os petistas estão de mãos dadas com o PSOL e o PC do B, da deputada federal Perpetua Almeida.

Também estão no páreo o pastor Jamyl Asfury (PSC), ex-deputado estadual e ex-presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Acre; e o empresário Jarbas Soster (Avante), que tem na coligação Democracia Cristão, PMN, PMB e Patriota.

Leia também:

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Recife

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Paulo

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Fortaleza

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de João Pessoa

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Luís

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura do Rio de Janeiro

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Maceió

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Aracaju

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Goiânia

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Macapá

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Boa Vista

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Manaus

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Porto Alegre

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Curitiba

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Florianópolis

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Teresina

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belém

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Natal

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Salvador

Leia mais: O Centrão quer dominar sua cidade. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO