ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Salvador

A corrida pela Prefeitura de Salvador tem dois deputados federais na disputa, base do governo estadual com quatro candidaturas e atual gestão com uma aliança de 15 partidos.

ACM Neto, presidente nacional do DEM, está concluindo seu segundo mandato e tentará fazer como sucessor o seu vice, Bruno Reis.

A aliança envolve 15 partidos: além do DEM, claro, estão nesse barco PDT, Republicanos, MDB, Solidariedade, Cidadania, PL, PSL, PSC, Patriota, PSDB, PV, PMN, PTB e Democracia Cristã.

A vice na chapa é Ana Paula Matos, ex-assessora de Bruno Reis, que se filiou ao PDT após acordo entre Neto e Ciro Gomes.

A base do governo de Rui Costa (PT) está bastante fragmentada: os partidos se dividiram em quatro candidaturas, garantindo um certo equilíbrio no tempo de televisão. Em eventual segundo turno, a turma se unirá.

O partido do governador lançou uma novata na política: a policial militar Denice Santiago, que tem o apoio do senador Jaques Wagner e do PSB, da deputada federal Lídice da Mata.

O folclórico Pastor Sargento Isidório, que se autodenomina “ex-gay”, é o candidato do Avante. Ele foi o deputado federal mais bem votado em 2018, com cerca de 14% dos votos válidos da capital baiana. O filho de Isidório foi o deputado estadual mais bem votado na última eleição. A vice será Eleusa Coronel (PSD), mulher do senador Angelo Coronel.

O PC do B, do deputado federal Daniel Almeida, apostou na deputada estadual Olivia Santana, que coligou com o PP, do vice-governador João Leão, pai do deputado federal Cacá Leão.

Por fim, na base do governo de Rui Costa, foi colocado o nome do deputado federal Bacelar, pelo Podemos, que fechou aliança com a Rede e o PTC.

Além disso, os eleitores terão como opção o deputado estadual e ex-vereador de Salvador Hilton Coelho (PSOL); o vereador Cezar Leite, que trocou recentemente o PSDB pelo PRTB, de Hamilton Mourão, e assumiu uma roupagem bolsonarista; e Celsinho Cotrim (Pros), ex-apresentador de televisão que terá como vice o ex-boxeador Popó Freitas.

Leia também:

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Recife

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Paulo

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Fortaleza

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de João Pessoa

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de São Luís

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura do Rio de Janeiro

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Maceió

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Aracaju

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Goiânia

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Macapá

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Boa Vista

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Manaus

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Porto Alegre

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Curitiba

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Florianópolis

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Teresina

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Belém

ELEIÇÕES 2020: a corrida pela Prefeitura de Natal

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 2 comentários
TOPO