Eleitores podem ser estúpidos

O pensador americano Jason Brennan deu uma ótima entrevista à Folha. Ao contrário de Lula, ele não acha que voto é passe livre para decisões cretinas.

Leiam uma das suas respostas:

Folha: O governo brasileiro está tentando passar medidas de austeridade e está sendo criticado. O governo não deveria ouvir a população?
Jason Brennan: O simples fato de uma política ser impopular não é necessariamente um ponto contra ela, pois nem todas as pessoas sabem como ela funciona.

Duvido que o brasileiro comum tenha condições de ter uma opinião bem informada sobre isso, como também não teria a população do Canadá ou da Alemanha. Saber se isso é uma boa ideia ou não é algo complicado, que depende de um conhecimento avançado de economia.

Uma questão óbvia: se vamos tomar uma decisão sobre o encanamento de uma casa, precisamos de conhecimento sobre o assunto. A maioria das pessoas não tem conhecimento sobre como o encanamento funciona, então não é preciso ter a opinião de todas as pessoas a respeito do encanamento, e a decisão precisa ser tomada por quem entende do assunto.

Em resumo, eleitores podem ser estúpidos. Ou, como disse Winston Churchill, “a democracia é o pior dos regimes políticos, mas não existe sistema melhor do que ela”.

Faça o primeiro comentário