ACESSE

Em 2017, não houve censura

Telegram

O ex-diretor jurídico Adriano Maia foi copiado em email de Marcelo Odebrecht, publicado em 2017 por O Antagonista – e nunca censurado.

No texto, ele informava que Alexandrino Alencar havia encaminhado ao “seminarista” – Gilberto Carvalho, segundo a Lava Jato – quatro pareceres que confirmariam a “legalidade do acordo com Furnas”.

O material deveria ser enviado ao então AGU, Dias Toffoli, assim como o “modelo de participação/concorrência das irmãs, comunicação enviada ao SDE sobre o tema equipamentos e caderninho mais sucinto com a conclusão dos pareceres e descrição dos juristas contratados”.

Na mesma mensagem, Marcelo Odebrecht também fala da preparação de material sobre investimentos socioambientais pedidos por Lula.

Releia o que publicamos na ocasião:

ODEBRECHT ACIONOU TOFFOLI

Censura à Crusoé: é uma "mordaça". CONFIRA AGORA

Comentários

  • Jacksonvilliam -

    É, são amiguinhos de longa data. Queremos transparência nas pegadas dos envolvidos desde essa época. Cadê a transparência? Trocaram transparência por censura?

  • DireitaMassiva -

    É que o Tofu agora está no STF e a água bateu na...

  • Izabel -

    O Alexandre Morais ja estava no STF?

Ler 3 comentários