Em 2017, não houve censura

O ex-diretor jurídico Adriano Maia foi copiado em email de Marcelo Odebrecht, publicado em 2017 por O Antagonista – e nunca censurado.

No texto, ele informava que Alexandrino Alencar havia encaminhado ao “seminarista” – Gilberto Carvalho, segundo a Lava Jato – quatro pareceres que confirmariam a “legalidade do acordo com Furnas”.

O material deveria ser enviado ao então AGU, Dias Toffoli, assim como o “modelo de participação/concorrência das irmãs, comunicação enviada ao SDE sobre o tema equipamentos e caderninho mais sucinto com a conclusão dos pareceres e descrição dos juristas contratados”.

Na mesma mensagem, Marcelo Odebrecht também fala da preparação de material sobre investimentos socioambientais pedidos por Lula.

Releia o que publicamos na ocasião:

ODEBRECHT ACIONOU TOFFOLI

Censura à Crusoé: é uma "mordaça". CONFIRA AGORA

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Jacksonvilliam disse:

    ySwgc+NvIGFtaWd1aW5ob3MgZGUgbG9uZ2EgZGF0YS4gUXVlcmVtb3MgdHJhbnNwYXLqbmNpYSBuYXMgcGVnYWRhcyBkb3MgZW52b2x2aWRvcyBkZXNkZSBlc3NhIOlwb2NhLiBDYWTqIGEgdHJhbnNwYXLqbmNpYT8gVHJvY2FyYW0gdHJhbnNwYXLqbmNpYSBwb3IgY2Vuc3VyYT8=

Ler comentários
  1. DireitaMassiva disse:

    ySBxdWUgbyBUb2Z1IGFnb3JhIGVzdOEgbm8gU1RGIGUgYSDhZ3VhIGJhdGV1IG5hLi4u

  2. Izabel disse:

    TyBBbGV4YW5kcmUgTW9yYWlzIGphIGVzdGF2YSBubyBTVEY/