Em 2018, a 'batalha final' pela Lava Jato

Os procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, no Rio e em São Paulo se reuniram hoje no Rio de Janeiro para discutir estratégias conjuntas para o ano que vem.

Deltan Dallagnol afirmou que 2018 será o ano da “batalha final da Lava Jato” –e voltou a dizer que nenhum dos procuradores envolvidos na operação tem pretensões eleitorais.

O coordenador da Lava Jato em Curitiba também lembrou a votação da Alerj que libertou Jorge Picciani e sua turma. “Isso é um alerta do que está por vir se nada mudar.”

Dallagnol acrescentou que uma renovação no Congresso “pode nos levar àquilo que a sociedade realmente espera, que é a redução dos níveis de corrupção. Dependemos de reformas sistêmicas que só podem ser feitas pelo Congresso.”

Os procuradores também divulgaram uma carta, pedindo que a sociedade continue a apoiar a Lava Jato.

A melhor forma é, segundo eles, escolhendo “candidatos que apoiem efetivamente a agenda anticorrupção.”

Comentários

  • OAlephODIDO -

    Por Que Parou?, Parou Por Quê? Mete funnndo!! Mete funnndo!! Mete funnndo!! Mete funnndo!! Mete funnndo!! Mete funnndo!!

  • OAlephODIDO -

    Por Que Parou?, Parou Por Quê? Põe mais!! Põe mais!! Põe mais!! Põe mais!!

  • OAlephODIDO -

    Por Que Parou?, Parou Por Quê? Mete mais!! Mete mais!! Mete mais!! Mete mais!! Mete mais!! Mete mais!!

Ler 62 comentários