Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em áudio, Paolo Zanotto zomba de 'Chin Doria' e diz que cloroquina tem mais evidências que vacina

O virologista, que integra o 'Ministério da Saúde paralelo', chamou de 'canalhice' a exigência por evidências 'tipo A' sobre a hidroxicloroquina
Em áudio, Paolo Zanotto zomba de Chin Doria e diz que cloroquina tem mais evidências que vacina
Foto: Reprodução, IEA/USP

Em um áudio enviado em um grupo de médicos do Whatsapp, o virologista Paolo Zanotto, do “Ministério da Saúde paralelo”, zomba da Coronavac e defende a cloroquina. A gravação foi obtida pelo Metrópoles. Ela foi feita em setembro, uma semana antes da reunião realizada no Planalto com Jair Bolsonaro e Osmar Terra.

Vamos supor que a vacina do ‘Chin Doria’ tenha tido algum bom resultado na fase 1. Você vai para a fase 2. Na fase 2, você aumenta o grupo de pessoas…É impossível, de janeiro até agora, a gente ter dados razoáveis de fase 2 para qualquer das vacinas que estão sendo desenvolvidas.”

O médico negou que a suposta “cautela” em relação à imunização esteja relacionada a uma postura “anti-vacina”. Segundo ele, quem faz essa associação não entende nada.

Zonotto afirma que existem muito mais evidências da eficácia da hidroxicloroquina do que da vacina.

“Os que estão indo totalmente a favor da aplicação de vacinas agora são os mesmos que querem evidência do ‘tipo A’ para o uso da hidroxicloroquina. Que canalhice é essa? Existe muito mais evidência que o tratamento precoce funciona.”

O virologista afirma que vai coordenar um “board” de vacinologistas para instruir o governo sobre o tema.

Em um outro áudio, o ex-secretário da presidência Arthur Weintraub, que atuava na organização do “Ministério da Saúde paralelo” oferece ajuda para financiar estudos e pesquisas sem a necessidade de editais e agradece Zanotto pelo trabalho.

Ouça:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO