Em carta, 14 governadores reforçam pedido por vacinas

Em carta, 14 governadores reforçam pedido por vacinas
Foto: Governo do Estado de São Paulo

Em carta divulgada há pouco, 14 governadores fizeram um novo apelo ao presidente Jair Bolsonaro para que sejam adquiridas novas doses de vacinas contra a Covid-19.

Ao longo do mês de março, o Ministério da Saúde deve receber 38 milhões de doses de vacinas. Outras 55 milhões devem chegar em abril e 44 milhões em maio, de acordo com a pasta.

Os governadores relatam: “Os Entes Federados têm envidado todos os seus esforços, mas estão no limite de suas forças e possibilidades. Nos últimos meses, instalaram milhares de novas vagas em Unidades de Terapia Intensiva, contrataram profissionais de saúde de diversas áreas e viabilizaram a compra de equipamentos”.

“Nesse contexto, a vacinação em massa, com a maior brevidade possível, é a alternativa que se afigura como a mais recomendável, e, provavelmente, a única capaz de deter a pandemia, permitindo que o Brasil, seus Estados e Municípios, aos poucos, possa retornar à normalidade, com as devidas medidas sanitárias e econômicas”, defenderam os governadores na carta divulgada há pouco.

Entre os governadores que assinam a carta estão o do Piauí, Wellington Dias (PT); o do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); o do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) e de Alagoas, Renan Filho (MDB).

Além dos governadores, prefeitos também estão se mobilizando pela compra de vacinas. Segundo revelou O Antagonista, mais de 1.000 prefeituras já demonstraram interesse em integrar um consórcio para a compra de vacinas contra a Covid-19 diretamente das farmacêuticas, sem depender do governo federal.

 Leia a íntegra da carta dos governadores

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO