Em conversa com Bolsonaro, Ludhmila Hajjar diz que lockdown é medida extrema

Em conversa com Bolsonaro, Ludhmila Hajjar diz que lockdown é medida extrema
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Na conversa com Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada há pouco, a médica Ludhmila Hajjar foi logo questionada pelo presidente se era contra ou a favor do lockdown.

Segundo interlocutores que acompanharam o encontro, Hajjar disse acreditar que o lockdown seria uma medida extrema.

Para ela, o distanciamento social seguido à risca pode ser suficiente, combinado ao uso de máscara e demais medidas de prevenção.

A reunião foi inconclusiva. Apesar da pressão do Centrão pelo nome de Hajjar, o nome da médica tem sido bombardeado pela ala radical do bolsonarismo.

Pesou na decisão inicial da médica a condução das políticas de enfrentamento ao coronavírus. Hajjar pediu mais liberdade de atuação no Ministério da Saúde. O presidente disse que iria avaliar a solicitação.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO