Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em data limite para Covax, Ernesto Araújo estava incomunicável

Em sua viagem para acompanhar Mike Pompeo, em Roraima, o então chanceler arrastou o embaixador responsável por conduzir as tratativas do consórcio de vacinas da OMS
Em data limite para Covax, Ernesto Araújo estava incomunicável
Foto: Reprodução/Governo de Roraima

Em 18 de setembro do ano passado, data limite para o governo brasileiro decidir se participaria do consórcio de vacinas Covax Facility, o então chanceler Ernesto Araújo estava incomunicável. Motivo: ele acompanhava a excursão do então secretário de estado americano, Mike Pompeo, na fronteira com a Venezuela.

Em sua viagem a Roraima, como mostra a Crusoé, Ernesto arrastou seu braço-direito, o embaixador Fabio Marzano, secretário de Soberania e Cidadania do Itamaraty — justamente quem vinha conduzindo as tratativas do consórcio em nome do órgão.

Vídeos obtidos pela Crusoé com exclusividade mostram que o diplomata foi requisitado por seus auxiliares durante reunião em Brasília para definir se o Itamaraty assinaria a Medida Provisória para adesão ao instrumento.

Leia aqui a íntegra da nota e assista ao vídeo da reunião. Assista também aos outros vídeos obtidos pela Crusoé que incriminam o governo no caso das vacinas da OMS.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO