ACESSE

Em depoimento, DJ diz que Delgatti era "simpatizante do PT"

Telegram

No depoimento que prestou à Polícia Federal na última quarta-feira, dia 24, obtido pela GloboNews, o DJ Gustavo Henrique Elias Santos afirma que Walter Delgatti Neto — outro dos presos no âmbito da Operação Spoofing, suspeitos de terem invadido celulares de autoridades — era “simpatizante” do PT.

Aos policiais, Gustavo diz que não sabe se Delgatti “é vinculado a algum partido político” ou não.

Segundo o DJ, Delgatti disse a ele, em uma conversa, “que iria vender o conteúdo das contas de Telegram de autoridades para o Partido dos Trabalhadores” — mas não soube afirmar “para quem especificamente” essa venda seria feita.

Leia este trecho do depoimento:

“QUE sabe dizer WALTER NETO é simpatizante do Partido dos Trabalhadores; QUE não sabe dizer se WALTER NETO é vinculado a algum partido político; QUE em uma conversa por telefone, provavelmente por vídeo, WALTER NETO disse que iria vender o conteúdo das contas de TELEGRAM de autoridades para o Partido dos Trabalhadores, QUE não sabe dizer para quem especificamente WALTER NETO iria vender o conteúdo de contas de TELEGRAM que ele havia obtido.”

Aqui, leia a íntegra do depoimento de Gustavo.

Suspeitos de ataque hacker presos. Quem pagou para destruir a Lava Jato? LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 119 comentários