Em depoimento na Câmara, Flordelis chora e diz que não mandou matar o marido

Em depoimento na Câmara, Flordelis chora e diz que não mandou matar o marido
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Como noticiamos há pouco, a deputada federal Flordelis (PSD) depôs por duas horas hoje à Corregedoria da Câmara.

“Foi um depoimento bastante intenso”, disse a O Antagonista o corregedor, deputado Paulo Bengtson (PTB).

O teor do depoimento não pode ser divulgado na íntegra, uma vez que o processo que pode levar à cassação de Flordelis corre em sigilo.

Flordelis respondeu a 10 perguntas. Uma delas foi justamente se a parlamentar mandou matar o marido, conforme a conclusão das investigações policiais no Rio de Janeiro.

“Ela nega que tenha quebrado o decoro parlamentar, nega que tenha cometido o crime”, afirmou Bengtson.

O corregedor confirmou que tentará concluir seu parecer até o próximo dia 30.

“Não estamos julgando o suposto crime que ela cometeu no Rio de Janeiro. Aqui a gente faz a parte de quebra de decoro parlamentar.”

Ainda segundo o corregedor, Flordelis chorou toda vez que falava do marido e dos filhos e “respondeu com bastante segurança” às perguntas. Em alguns momentos, o advogado que a acompanhava ajudou nas respostas.

Leia mais: Exclusivo: a estratégia secreta para proteger ministros do STF contra a Lava Jato
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 29 comentários
TOPO