Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em depoimento, Pazuello diz que Bolsonaro o avisou verbalmente sobre Caso Covaxin

Ex-ministro da Saúde depôs hoje à Polícia Federal e tentou blindar de todo modo o governo das supostas fraudes no compra da vacina indiana
Em depoimento, Pazuello diz que Bolsonaro o avisou verbalmente sobre Caso Covaxin
Foto: Carolina Antunes/PR

Eduardo Pazuello disse hoje à Polícia Federal que Jair Bolsonaro o avisou verbalmente sobre o Caso Covaxin. O ex-ministro da Saúde também afirmou que apenas falou para Elcio Franco, então secretário-executivo da pasta, averiguar as denúncias.

O depoimento do ex-ministro da Saúde foi divulgado pela CNN.

Pazuello disse ainda que conheceu o deputado Luis Miranda (DEM-DF) apenas em 21 de março deste ano, “quando foram, em aeronave oficial da Força Aérea, para São Paulo/Guarulhos receber a entrega de vacinas do Consórcio Covax-Facility”.

Durante essa viagem, disse o general à PF, ele e Miranda conversaram, mas Pazuello não se lembra do que falaram.

Especificamente sobre a vacina Covaxin, Pazuello afirmou que a Precisa Medicamentos foi indicada ao Ministério Saúde pela Bharat Biotech como sua representante no Brasil.

O general afirmou também “que não se lembra” de ter firmado outros contratos com a Precisa Medicamentos ou a Bharart Biotech, “mas que acredita que não”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO