Em discurso, Bolsonaro critica Moro e 'oportunistas'

Em discurso, Bolsonaro critica Moro e oportunistas
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em discurso durante evento no Planalto, Jair Bolsonaro disse há pouco que a investigação sobre a facada “poderia ter chegado ao fim” se tivesse escolhido outro ministro no lugar de Sergio Moro.

Sem citar o nome do ex-juiz, Bolsonaro disse que Moro não se comportou como a população esperava.

“Eu acho que essa investigação poderia ter chegar ao fim se eu tivesse escolhido melhor um ministro meu que, lamentavelmente, não se comportou como toda a população esperava dele.”

Como mostramos, o presidente chorou durante o evento — uma homenagem póstuma ao músico Pinto do Acordeon, autor de um dos jingles da campanha de Bolsonaro.

Na fala, o presidente também criticou os “oportunistas” que se aproximaram no final da campanha.

“Apareceram alguns oportunistas, é do ser humano. E nós temos que saber como tratá-los, para que não contaminem um grande sonho. Até porque os oportunistas aparecem na reta final, quando o time está vencendo de três a zero e, no segundo tempo, ele diz que é torcedor do seu time.”

Leia mais: Moro exclusivo: você não deve perder essa reflexão sobre ética pessoal e nacional
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 179 comentários
TOPO