Em discurso no G20, Bolsonaro critica vacina obrigatória

Em seu discurso no G20, Jair Bolsonaro afirmou ainda que a pandemia de Covid-19 “não pode servir de justificativa para ataques às liberdades individuais”.

“É preciso ressaltar que também defendemos a liberdade de cada indivíduo para decidir se deve ou não tomar a vacina”, afirmou.

Sem citar a hidroxicloroquina, o presidente disse que o país “adota o tratamento precoce no combate à doença” e busca vacinas eficazes contra a doença.

“Apoiamos o acesso universal, equitativo e a preços acessíveis aos tratamentos disponíveis. É com esse objetivo que participamos de diferentes iniciativas voltadas ao combate à doença.”

Leia mais: Vacina não tem candidato, é candidato que tem vacina.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 50 comentários
TOPO