Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em live, Bolsonaro personaliza ataque a Barroso e culpa 'imprensa' por reação de Fux

Presidente, que insistiu em defesa do voto impresso e 'briga pessoal' com o chefe do TSE, atribuiu nota do presidente do Supremo a 'mentiras' da mídia
Em live, Bolsonaro personaliza ataque a Barroso e culpa imprensa por reação de Fux
Foto: Reprodução, Facebook

Em sua live desta quinta-feira, 5 (sim, mais uma), Jair Bolsonaro voltou a defender o voto impresso, atacar Luís Roberto Barroso e tentar transformar os ataques em uma briga pessoal entre ele e o presidente do TSE.

O presidente começou a transmissão sem mencionar o duro discurso de Luiz Fux cancelando a reunião prevista entre os chefes dos Poderes e dizendo que, “quando se atinge um dos integrantes, se atinge a Corte por inteiro”. 

Mas, minutos depois, culpou a “imprensa brasileira” pela reação do presidente do STF aos seus ataques a Barroso e a Alexandre de Moraes e disse que Fux, “lamentavelmente”, estava “desinformado” por se basear em informações “mentirosas” da mídia.

Bolsonaro afirmou ainda que, da parte dele, “não há briga” com o Judiciário — “tem verdade, e a verdade dói”. Também se disse disposto a conversar com o presidente do Supremo, desde que ele não “saia falando” para a imprensa o que foi conversado.

E, depois de alegar que não iria “desqualificar” Barroso, voltou a acusar o presidente do TSE de ser desfavorável à “lisura” das eleições, de tentar ganhar a simpatia do PT (citando o caso de Cesare Battisti) e de defender que a idade de estupro de vulnerável seja reduzida de 14 para 12 anos —o que, conforme O Antagonista já publicou, é mentira.

Mais notícias
TOPO