Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em live, Bolsonaro volta a sugerir superfaturamento da Coronavac pelo Butantan

Presidente diz que o governo recebeu 'documentos' em que a Sinovac ofereceria a vacina pela metade do preço; instituto nega e afirma ter exclusividade do imunizante para toda a América Latina
Em live, Bolsonaro volta a sugerir superfaturamento da Coronavac pelo Butantan
Foto: Reprodução, Facebook

Em sua live de hoje, a primeira em duas semanas —na quinta-feira passada (15), estava internado em São Paulo—, Jair Bolsonaro voltou a sugerir que o Instituto Butantan teria oferecido a Coronavac ao governo federal por preço maior que o da chinesa Sinovac.

Repetindo o que declarou mais cedo a uma emissora de rádio do Paraná, o presidente disse que o governo recebeu documentos do laboratório chinês oferecendo a vacina a US$ 5 a dose, enquanto o preço cobrado pelo Butantan é de US$ 10. Também afirmou ter mandado investigar.

Mais cedo, o instituto ligado ao governo paulista já havia respondido ter a exclusividade da Coronavac para toda a América Latina. No último domingo (20), o próprio laboratório divulgou nota afirmando que o Butantan “é o único representante da Sinovac no Brasil e na América Latina para a comercialização” do imunizante.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO