Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em meio à crise institucional, Rosa Weber pede "fé no regime democrático"

A vice-presidente do STF deu a declaração durante a abertura da sessão desta quarta-feira (15), data em que é celebrado o Dia Internacional da Democracia
Em meio à crise institucional, Rosa Weber pede “fé no regime democrático”
Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Durante a abertura da sessão do STF desta quarta-feira (15), data em que é celebrado o Dia Internacional da Democracia, a vice-presidente da Corte, Rosa Weber, afirmou que é necessário “reafirmar a nossa fé no regime democrático” em meio aos “mares revoltos em que temos navegado”.

“Considerando em especial os mares revoltos em que temos navegado, vale a pena reafirmar a nossa fé no regime democrático consagrado em nossa Constituição.”

A ministra também defendeu o diálogo na sociedade e disse que “refletir sobre a democracia não constitui mero exercício teórico”.

“Democracia não se resume a escolhas periódicas por voto secreto de governantes, mas de exercício constante de diálogo e de tolerância, de sopesamento pacífico de ideias distintas, até mesmo antagônicas, sem que a vontade da maioria busque suprimir ou abafar a opinião de grupos minoritários, muito menos tolher direitos assegurados.”

Nesta quarta-feira (15), o STF retoma o julgamento do marco temporal para a demarcação e posse de terras indígenas. Como mostramos mais cedo, Jair Bolsonaro voltou a defender que o Supremo não altere a regra.

Mais notícias
TOPO