Em meio a disputa interna, Novo agenda reunião para encerrar seleção de pré-candidatos

Parlamentares do partido criticam decisão, ainda não confirmada, da bancada federal de destituir Vinicius Poit da liderança
Em meio a disputa interna, Novo agenda reunião para encerrar seleção de pré-candidatos
Foto: Marcos Corrêa/PR

O Diretório Nacional do Novo anunciou a filiados que fará nesta segunda (7) uma reunião “para decidir os próximos passos do encerramento do processo de escolha de pré-candidato à presidência da República”.

Como O Antagonista mostrou em primeira mão, João Amoêdo aceitou na terça passada (1º) convite de 36 dos 40 integrantes da convenção nacional do partido para candidatar-se a presidente em 2022.

Pouco depois, porém, a ala bolsonarista do partido começou a articular a pré-candidatura do deputado federal Tiago Mitraud. Integrante do Conselho de Ética da Câmara, Mitraud votou pelo arquivamento da representação contra Eduardo Bolsonaro por defender “um novo AI-5”.

A pré-candidatura de Mitraud não decolou. Ele precisa de pelo menos 21 assinaturas dos 40 ‘convencionais’ para ser convidado a entrar na disputa. Até a tarde de sexta passada (4), tinha apenas 11, segundo Vinicius Loss, presidente do partido em Santa Catarina. Procurado nesta manhã, Loss não forneceu imediatamente uma atualização da contagem.

Mitraud nem tem idade ainda para ser candidato a presidente – vai completar 35 anos em agosto.

Também na manhã de hoje, parlamentares do Novo fora de Brasília foram às redes criticar a suposta decisão da bancada federal de destituir Vinicius Poit (SP) da liderança do partido na Câmara. Procurados, Poit, a assessoria do Novo na Câmara e outros deputados federais ainda não confirmaram essa decisão a O Antagonista.

Leia mais: Guedes e seu ideário foram inteiramente soterrados pelos planos de sobrevivência política do presidente da República e da sua própria reeleição
Mais notícias
TOPO