Fachin prorroga inquérito que investiga Ciro Nogueira e sua turma, todos em campanha

Edson Fachin prorrogou por mais 60 dias um inquérito que investiga políticos do PP por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, noticia o G1.

Além do presidente do partido, Ciro Nogueira, os deputados Aguinaldo Ribeiro, Eduardo da Fonte e Arthur Lira são acusados de terem recebido, em 2011, 1,6 milhão de reais em contrato fictício com a Queiroz Galvão.

Os quatro políticos são candidatos à reeleição.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 8 comentários
  1. O SPFT está animado para soltar a bandidagem!!…Vamos lá moçada, infelizmente não dá tempo de escolher o melhor. Votem Bolsonaro 17 e senadores e deputados com legenda 30. Votem !!!

  2. Mas quem pede aprorrogacao é a PGR que quer mais tempo para digências. Não tem como Fachin não conceder, se nao ele teria que arquivar. Mas nesse “pingue-pongue” só em 2070 msm. Destrava PGR

    1. Esse corretor é traiçoeiro. Cada peça q ele prega na gente… Outro dia eu queria enviar abraços a um cliente. (Abçs ) e foi BJS. Foi mau… Q vergonha. Mil grrr