Em mensagem a líderes, Ramos pede aprovação de pautas para 'destravar economia'

Em mensagem a líderes, Ramos pede aprovação de pautas para destravar economia
Foto: Marcos Corrêa/PR

Luiz Eduardo Ramos enviou uma mensagem a líderes partidários para pedir a aprovação de pautas econômicas neste fim de ano.

No texto, obtido por O Antagonista, o articulador político do Planalto pede a aprovação, na Câmara, da autonomia do Banco Central, da BR do Mar, das reformas tributária e administrativa.

Para os senadores, Ramos destacou a PEC do Pacto Federativo, a nova lei do Gás, a nova lei de licitações e a modernização da lei de ferrovias –além da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para evitar um “shutdown” em 2021.

O Planalto teme que a disputa pela Presidência da Câmara trave as votações neste fim de ano. Jair Bolsonaro apoia a candidatura de Arthur Lira, e Rodrigo Maia ainda não descartou a possibilidade de tentar a reeleição, caso consiga o aval do STF.

Leia a mensagem na íntegra:

Bom Dia ! Passada as eleições municipais, prova maior da nossa pujante democracia, precisamos agora olhar para o futuro do Brasil, aprovando as pautas tão importantes para destravar nossa economia e demonstrar ao povo brasileiro como o Congresso Nacional é responsável e sabe seu papel nesse momento tão importante para todos nós! Independente de diferenças políticas, que fazem parte do sistema democrático, é momento de nos unirmos e olhar com olhos de grandeza e desprendimento de qualquer outro objetivo que não seja o melhor para nosso amado Brasil! Assim, conto com o apoio do MDB para aprovar as seguintes pautas na Câmara: PLP 137, BC Independente, PL Cabotagem, BR do Mar e reforma tributária e reforma administrativa. No Senado Federal o Pacto Federativo, Gas Natural, Ferrovias e nova lei de licitações e na sessão do Congresso a LDO!

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 12 comentários
TOPO