Em nota, Brasil diz que mandato de Maduro é ilegítimo

O Itamaraty acaba de divulgar nota em que afirma que o governo brasileiro considera ilegítimo o “novo mandato” de Nicolás Maduro e reconhece a Assembleia Nacional como poder da Venezuela.

Ela segue a linha da resolução de hoje da OEA, que também não reconheceu a “eleição” do ditador venezuelano.

Leia a íntegra:

“Situação na Venezuela

Tendo em vista que nesta data, 10 de janeiro de 2019, Nicolás Maduro não atendeu às exortações do Grupo de Lima, formuladas na Declaração de 4 de janeiro, e iniciou novo mandato presidencial ilegítimo, o Brasil reafirma seu pleno apoio à Assembleia Nacional, órgão constitucional democraticamente eleito, ao qual neste momento incumbe a autoridade executiva na Venezuela, de acordo com o Tribunal Supremo de Justiça legítimo daquele país. O Brasil confirma seu compromisso de continuar trabalhando para a restauração da democracia e do estado de direito na Venezuela, e seguirá coordenando-se com todos os atores comprometidos com a liberdade do povo venezuelano.”

Será que o novo presidente se dobrará à velha política? Entenda aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. E quando vão cortar relações diplomáticos com o governo ditatorial venezuelano? estão esperando que eles os expulsem e o embaixador e funcionários saiam com os rabinhos por entre as pernas?

Ler mais 76 comentários
  1. E quando vão cortar relações diplomáticos com o governo ditatorial venezuelano? estão esperando que eles os expulsem e o embaixador e funcionários saiam com os rabinhos por entre as pernas?

  2. Se é ilegítimo, muito bem fez o governo paraguaio em fechar a representação diplomática em Caracas e chamar seu embaixador de volta. O que raios está esperando nosso governo para fazer o mesmo?

    1. Vai pq perdeu todos os holofotes da “bancada da chupeta”, a inutil, c/o seu codinome “Coxa” diz, irá ter mto q rebolar, c/o ás visitas ao Brahma em Curitiba! O q esperar da militonta acefala c/

  3. Crazy “Amante” Hoffmann tem que sofrer impeachment por prestigiar a posse de um ditador sanguinário e assassino contumaz. Alguém providencie isso rapidamente. Joyce, Carla ação meninas.

  4. Maduro é funcionário de Pequim e Moscou. Ele não manda nada, jamais teria competência para comprar exército, parlamento e judiciário por conta própria. Esse motorista é fachada.

  5. Se o governo brasileiro não reconhece o governo de Maduro, tem que ser coerente e fazer como o Paraguai: ROMPER com a Venezuela. Como ver ilegitimidade no governo e manter embaixada no país?

    1. A CRAZY HOFFMAN foi levar uns rolos de papel higiênico, umas escovas de dente e uns cremes dentais KOLLYNOS para o Maduro, sua esposa e seus MINISTROS. Sobrou da VAKINHA do LULA no Natal

  6. Sinceramente acho muito POUCO somente emitir uma NOTA. O mundo todo já sabe que MADURO é um Ditador e que não tem Legitimidade. Tem é que tirar o EMBAIXADOR de lá e cortar relações COMERCIAIS

  7. Relações cortadas. Não tem mais mão na b.u.nda e p.iroca em nosso c.u. A esquerda e militantes da mídia que vá cuidar do boquette no Maduro. Fechem a embaixada pra não ter recaída.

  8. É o fim definitivo do Foro de São Paulo cuja existência a mídia canalha sempre escondeu e o PT sempre negou. Mas para o Antagonista o problema é o amigo do Bolsonaro. O post está mantido no alto

    1. Pessoal acha que o BR tem que seguir o exemplo do Paraguai, só que o Paraguai não faz fronteira com a Venezuela, paticamente não mantém relações comercias que representam 0,3% do volume exportad

    2. O Brasil compra eletricidade da Venezuela para o estado de Roraima, se o Brasil fechar a embaixada eles cortam a eletricidade e Roraima fica no escuro!

  9. O que faz um maluco desses pensar que é Deus, um ladrão já bilionário, destruindo um país e uma população inteira sobrando apenas uma meia dúzia de capangas e puxa-sacos, completamente louco.

  10. Tem q fazer q nem o Paraguai.Cortar relacoes e se eles comecarem a nos hostilizar na fronteira trazer os states e montar uma base la em Roraima.Chega de lamber o cu desses bolivarianos.